26 de fevereiro de 2011

O que importa .

Essa mania que me domina, que me toma, que me deixa sem força.
Esse desejo que me corrói, me destrói e desfaz meus planos.
Essa loucura de não poder, mas mesmo assim querer.


Prefiro encarar uma realidade minha, somente minha.
Prefiro desejar algo que não me pertence, mas é meu.
Quero aquele sonho mais impossível, aquele adeus mais desprezível.


Não importa o que separa, o que distancia, o que não aceita
Não importa o que atrapalha, o que não queremos, ou o que queremos
Quero, quero e quero, e nada pode dizer que não terei.


Eu quero viver um sonho sem sentido,
Eu quero ter um amor mal resolvido
Eu quero estar perto, quando estiver longe
Eu quero deixar no chão as suas lágrimas.


Por favor, não me faça explicar o que sinto
Por favor, não tire conclusões sobre mim
Sou feita em pedaços do que é bom e do que parece ser ruim.


Não importa o que escrevo, o que penso ...
O que importa é quem quero e vou atingir.

4 Comentários:

Tainã disse...

Devo dizer que de todos os textos que você já fez, esse é o melhor.
Não sei ao certo a razão, mas ele transborda suas emoções, segredos, enfim. Ele é você.
Parabéns, mana.

Tathiane Cortez disse...

quanto tempo não venho aqui!

Gostei mesmo do texto,
esse se sobressai por transparecer a maturidade de ideias e lirismo, o que o torna envolvente. Parabéns Luara !

Gabriela Freitas disse...

Lindo Lua, muito bem escrito.

Luara Potiguara disse...

Nossa, obrigada mesmo *-*

Postar um comentário