8 de abril de 2011

Falta-me

Estarei eu, uma ousada amante do escrever, vazia?
Falta-me inspiração, querer, desejar?
Não, não tente me fazer, me desfazer, me refazer.
Estou sem inspiração, sem vontade, sem querer.
Ah, uma vã amadora, sem saber o que escrever?
Isto agora me parece normal.
Uma amadora tem destes dias.
Ora, ora meu caro leitor, para quê tanta pressa?
Estou vazia, lembra-se? Não há uma razão!
Estou tentando procurar inspirações, livros, poesias e até canções.
Essa vida literária tão imprecisa, tão disfarçada!
Estou vazia, lembra-se? Acho que a escrita não mais me deixa enamorada.