13 de junho de 2012

Enganos .

Amanheceu, e o meu corpo não aceita ter que levantar mais um dia e procurar o celular, para desligar aquele despertador que tanto me irrita. 
Eu acordei, e procurei em todos os meus telefones uma mensagem sua, mas parece que você vai permanecer nesse silêncio torturante e cruel, e o pior é saber que dentre quatro celulares, você não escolhe um para me mandar uma mensagem, nem que seja vazia, nem que seja por engano, só pra fazer o meu coração disparar na necessidade de ver que o meu número permanece intacto na sua agenda. Desespero! Isso é o meu desespero implorando que você esteja comigo mais uma vez, só para sentir de novo aquela sensação de borboletas no estômago e o tremor do meu corpo quando você me abraça e diz que o meu cheiro é doce. Loucura! Acordar tão cedo, e esperar que você ligue para meu telefone fixo, e desligue, e me enganar que será você que vai ligar, e dizer que se enganou, mesmo que a voz seja totalmente diferente, só pra fazer meu coração acreditar que ainda estamos juntos. O telefone toca:
- Alô?
- Oi, jane, só liguei por engano, desculpe!
- Mesmo?
- Sim. Tchau!
Estranho seria se não houvesse esses enganos entre você e eu.

0 Comentários:

Postar um comentário