29 de julho de 2012

Absurdamente enlouquecedora .

Eu me vi longe do que construí, e aquele palácio não deveria existir,
Desfazendo todas minhas lembranças, implorei pra que pensasse,
Mas você decidiu acabar com todos nossos planos, meus planos,
Matando em mim uma parte que já era sua.

E quando eu acordei, não queria que fosse verdade,
Mas o vazio em meu peito, me lembrou da saudade,
E sua ausência me afetou de um modo tão incomum,
Que o meu amanhecer chegou de forma sombria.

E meu coração já não batia com vida, ele nem se quer deu sinal.
Minha vida tinha se esvaído de mim, e ele não estava por perto,
Meus olhos lacrimejavam, no desespero de sentir os braços dele me envolver,
Mas o seu adeus parece ser eterno.

Mesmo nos encontrando sem planejar,
Mesmo trocando olhares e dizendo palavras que não existem,
O meu coração grita pelo seu nome, no desejo de te ter,
Mas a sua ausência é absurdamente enlouquecedora. 

0 Comentários:

Postar um comentário