6 de setembro de 2012

João Pereira Filho - in memorian

O teu sobrenome se tornou saudade,
Entre mentiras e verdades, pouco te conheci.
Seus olhos ainda aparecem em meus pensamentos,
Lembro dos momentos em que pude segurar suas mãos.

Ah, não posso esquecer das lágrimas nos olhos,
E o nó na garganta quando escuto seu nome,
Hoje deveria ser um dia que eu iria te abraçar.
Mas as decisões do Pai tiraram você de mim.

Sua honestidade me faz uma pessoa melhor,
Tornou-se uma inspiração, e uma saudade imensa,
Mas não importa a distância, seu amor permanece aqui.
Obrigada por existir, em qualquer lugar que você esteja,
Parabéns, vovô.

0 Comentários:

Postar um comentário