20 de novembro de 2012

Meu pequenino .


E nos braços dele me sinto tão pequena
Como este poema que me disponho a escrever.
Nos braços dele sou tão menina,
E ele me mima, inclinando-me em seu peito
E eu sem jeito, com os olhos digo: Amo você. 

0 Comentários:

Postar um comentário