15 de abril de 2014

Desabafo: O medo

Medo é uma palavra que sempre me assustou, na verdade, eu tinha mais medo da palavra do que do ‘que’ ou do ‘quem’. É, acho que demorei um pouco a amadurecer minhas atitudes, e minhas escolhas, tanto que as pessoas sempre acham que vou desistir, quando faço um novo plano, e isso dói mais do que a desistência. Desta vez estou tentando caminhar com minhas pernas, o caminho tem sido difícil, aquela espera infinita, que sempre me tira a paciência, mas meu coração pulsando, dizendo que eu estou, finalmente, me encontrando. As nossas escolhas não devem ser feitas para agradar a ‘A’ ou ‘B’, mas para nos fazer fortes o suficiente para encarar o mundo. A estrada tem sido longa, fiz algumas escolhas erradas e fadadas a me fazer acreditar que não tinha sido feita para realizar uma tarefa, cheguei a duvidar do que Deus tinha planejado pra mim, até sentir tanta angústia e duvidar do próprio Deus. Hoje, eu estou conseguindo juntar as peças do meu quebra-cabeça, e estou disposta a arcar com as consequências das minhas escolhas, para conseguir realizar meu sonho, o caminho se aperta ainda mais, porém, quando mais apertado ele fica, mais certeza sinto que estou indo pelo caminho certo. Hoje eu não deixo que a opinião negativa me influencie, finalmente eu tenho um sonho pra mim, e para realizar meu sonho tenho que sacrificar o lado negativo de algumas opiniões, e isso não tem sido um trabalho árduo, tem sido maravilhoso, na verdade. Eu, hoje, posso dizer que me encontrei, quando eu acreditava ser inútil de todas as formas possíveis, eu me encontrei, e a minha inutilidade me fez ver a utilidade que Deus tinha armazenado dentro de mim. Acho que finalmente consegui, encontrei o meu sonho, e vou seguí-lo. Sinto muito se as minhas escolhas vão machucar alguém, mas é que prefiro viver um sonho, do que viver cheia de dinheiro. De agora em diante, eu sigo em frente. Sinto muito se deixei alguém pra trás, é que neste momento, eu quero ouvir somente o meu coração. 

0 Comentários:

Postar um comentário